Trabalhos‎ > ‎

Como fazer RELATÓRIOS

DOS RELATÓRIOS DE TRABALHOS E SAÍDAS DE CAMPO

Em geral, os trabalhos serão de realização individual ou em duplas. O trabalho terá a quantidade de folhas adequadas para cada caso, nunca podendo ser inferior a cinco folhas de conteúdo nos casos dos relatórios de campo ou desenvolvimento teórico por revisão bibliográfica.

Os relatórios serão digitados em processadores de texto e seguirão a formatação acadêmica com a estrutura dos artigos científicos da UNISUL e o modelo WORD para artigos UNISUL que se pode consultar no site da Biblioteca (http://www.unisul.br/wps/portal/home/biblioteca/servicos/orientacao-trabalhos-academicos).

Tradicionalmente, um relatório apresenta três grandes partes: Introdução, Desenvolvimento e Conclusões, além de seu próprio título, capa ou cabeçalho de artigo, introdução e bibliografia. Cada uma dessas partes é fundamental para o êxito do trabalho.

AVALIAÇÃO DOS TRABALHOS

Considerar-se-ão a capacidade de interpretação das questões e o conhecimento teórico/prático para sintetizar os conceitos solicitados. 

Analisar-se-ão o nível de coesão, coerência, gramática, ortografia, e consistência técnica, assim como também, o empenho na realização das atividades propostas.

Além dos critérios gerais enunciados no parágrafo anterior, ter-se-á em consideração:

  • O total respeito à formatação padrão definida 
  • A completude em relação ao solicitado no roteiro do trabalho;
  • O respeito ás normas de redação da língua padrão-culta adequada para relatórios técnicos meticulosamente redigidos.
  • A resolução correta e certa dos modelos matemáticos que permitam solucionar o problema em análise;
  • A apresentação formal do trabalho;
  • A qualidade geral do desenho de plantas, cartas ou mapas, quando corresponder.

O Trabalho deverá ser meticuloso: redigido com a ordem, qualidade e organização correspondente a um Aluno universitário, claro e bem feito. As tabelas, quadros, gráficos e desenhos, deverão ser meticulosamente feitas, também.

Ao redigir o texto do relatório, dever-se-á ter em consideração as seguintes características:

  • Impessoalidade: 
    • Ausência de impressões individuais de quem comunica; tratamento homogéneo e impessoal do assunto tratado.
  • Uso do padrão culto de língua vernácula: 
    • Observação das regras da ortografia e gramatica formal: pontuação, acentuação, concordância verbal e nominal, etc.; emprego do vocabulário comum ao conjunto de usuários técnicos
  • Eliminação de todo e qualquer tipo de jargão: 
    • diferencias morfológicas ou lexicais regionais, dos modismos vocabulares, etc.
  • Clareza: 
    • Ausência de duplicidade de interpretações e ausência de vocábulos de circulação restrita, como as gírias.
  • Concisão: 
    • Transmissão de um máximo de informação com um mínimo de palavras; qualidade de uma escrita breve e precisa; 
  • Coerência: 
    • Ideias completas e complementares, concatenadas e não contraditórias para não quebrar a linha de raciocino entre as partes do texto e do texto em relação com o tema do trabalho e com o âmbito profissional.
  • Coesão: 
    • Permite a correta compreensão do texto pelo auxílio de conectivos, preposições, etc.
  • Formalidade: 
    • Obediência as regras da formalidade técnico-profissional;polidez e civilidade no próprio enfoque dado ao assunto do qual trata o relatório;
  • Uniformidade: 
    • Atenção a todas as características da redação técnica; cuidado com a apresentação dos textos, dentre os mais usuais, podem-se citar os seguintes: 
      • Clareza de digitação/escrita; 
      • Uso das folhas de formato adequado para o texto definitivo; 
      • Correta diagramação do texto; 
      • Uso apropriado do tipo e forma da letra; 
      • Respeito pela formatação geral do documento segundo as normas estipuladas.

DAS PARTES DE UM RELATÓRIO

CAPA OU CABEÇALHO DE ARTIGO

Deverá conter: 

  • Universidade, campus e unidade; Nome e sobrenome dos autores (ou autor, segundo corresponder); 
  • Unidade de Aprendizagem ou disciplina; Turma (indicando número da turma, além do dia e horário); 
  • Data de entrega; Data de campo (se corresponder); 
  • Título do trabalho.

TITULO

O título deve ser curto e específico, indicando o que, como e onde do trabalho. Deverá ser claro, conciso e abrangente, permitindo uma compreensão inicial da sua finalidade.

RESUMO

É um breve texto de não mais de 100 ou 150 palavras explicando rapidamente o trabalho feito (desde incio até as conclusões)

INTRODUÇÃO

É quando se introduz o tema proposto para dar a ideia do assunto em estudo, mostrando o objetivo principal do trabalho por meio de uma apresentação clara, objetiva, limpa e direcionada da temática do trabalho. 

A introdução Deverá conter

  • Objetivo do trabalho: 
    • O Objetivo caracteriza, de forma resumida, a finalidade do trabalho: diz respeito ao fim que se quer atingir num trabalho. 
    • O objetivo será a síntese do que se pretende alcançar. 
    • O enunciado do objetivo deve começar com um verbo operacional no infinitivo.
  • Local do trabalho (se corresponder): 
    • Descrição textual da área de trabalho; 
    • O local de trabalho dever-se-á descrever verbalmente e com uma planta de localização (pode decalcar do Google Map ou mapeamento online semelhante, nunca com aimágem de satélite!);
  • Detalhamento do Instrumental e materiais utilizados

DESENVOLVIMENTO

É o trabalho propriamente dito: os processos, pesquisas, dados e informações desta etapa dependem de cada trabalho. 

O desenvolvimento é parte principal do texto, que contém a exposição ordenada e pormenorizada do assunto. É o corpo do trabalho, onde o tema é discutido e são mostradas, de forma clara e objetiva, a fundamentação do método, seus dados, informações e resultados.

O desenvolvimento deverá conter: 

  • Síntese do método de trabalho e sua fundamentação;
  • Conceitos gerais sobre o problema e como se resolve o trabalho; 
  • Qual o procedimento usado para obter os dados do trabalho, demostrando os cálculos necessários para tal fim; 
  • Dados Obtidos, ordenados e sistematizados em planilhas se corresponder. 
  • Cálculos e Resultados, quais as informações obtidas na sequência do procedimento experimental usado, detalhando como foram calculados os diferentes elementos e, quando os cálculos forem sistemáticos (repetitivos), somente deverão ser explicados um exemplo completo de cálculo e os demais poderão ser sistematizados nas planilhas diretamente;

Observações gerais ao desenvolvimento: 

Todas as ilustrações e tabelas que sejam essenciais para a compreensão dos resultados devem ser incluídas nesta parte do texto. Esses elementos devem ser numerados, legendados e referenciados no texto, devendo aparecer o mais próximo possível do local onde são citadas ou discutidas; e não podem existir figuras ou tabelas que não estejam citadas no texto. 

Respeite a forma de nomear e numerar figuras, desenhos, quadros, tabelas e gráficos, assim como a indicação da fonte de cada uma delas (segundo as normas de trabalhos acadêmicos da UNISUL). Deve sempre que necessário fazer a citação do texto utilizado, para não ter problema de plágios ou cópias. Para isso, use normativa UNISUL já citada.

CONCLUSÕES

Considerações finais do trabalho; não deve ser um texto em detalhe, nem um texto em que se apresentem situações novas nem dados novos, deve ser apresentado como um texto de opinião que deve ser lido de forma independente do restante relatório, porém, sempre mantendo o estilo de escrita impessoal de todo o relatório.

Deve apresentar uma redação direta, clara e relevante, para representar o fechamento de um ciclo de trabalho. 

As conclusões devem focar a proposta e o tema do trabalho, dando respostas ao o objetivo do trabalho.

BIBLIOGRAFIA

Dever-se-á indicar a bibliografia utilizada e consultada, respeitando as normas de citação indicada nas normas de redação de documentos acadêmicos da UNISUL


ANEXO SOBRE PLÁGIOS E COLAS

O plágio é a inclusão, em um trabalho próprio, de frases ou ideias de outra pessoa, sem que se dê crédito ao autor original. Dentro de nosso curso, o plágio é falta grave, podendo causar advertências e a reprovação do aluno.

Para que o aluno saiba exatamente como evitar o plágio, temos as Unidades de Aprendizagens de Metodologia Científica e de Pesquisas que ensinam aos alunos como escrever trabalhos e referenciar o material utilizado.

A cola compreende o uso de material ou assistências não autorizados pelo professor durante a confecção de um trabalho ou prova. O professor, detectando a cola, deve anular-la e atribuir nota zero à prova ou ao trabalho. Em caso de identificação de cópia ou forte semelhança dos trabalhos ou respostas entre trabalhos de outros alunos da turma atual ou anteriores ou fontes externas, todos os trabalhos envolvidos ficarão com nota zero, sem possibilidade de recuperação.

A cola é um tipo de estelionato: é uma fraude, tentando obter vantagem (nota maior do que a devida) em detrimento dos outros colegas, que disputam o prêmio pela maior média de notas. 

Alguns dados oficiais sobre o tema